domingo, 7 de novembro de 2010

Link Quebrado







Ela queria multiplicar;
Ele não queria dividir,
Então somou-se, multiplicou-se e acabaram divididos.
Ela ficou com a porção maior;
Ele começou a subtrair.
O fez quantas vezes quanto achou necessário.
Ela decidiu dividir;
Ele não quis negociar.
Ela resolveu ser;
Ele decidiu ter.
Ela juntou sentimentos;
Ele colecionou coisas.
Ela ficou sem nada;
Ele ficou sem ninguém.
Ela cercada de amor;
Ele cercado de objetos.
Ela divide o pão;
Ele mendiga atenção.
Ele agora quis dividir;
Ela não quis conversar.
Ele terminou sozinho;
Ela perdeu seus sonhos.

4 comentários:

Zélia Guardiano disse...

Ah, essa matemática, sempre interferindo nos nossos sentimentos, se imiscuindo no nosso viver...
Mas você soube, muito bem, dominá-la nestes versos lindos e interessantes!
Adorei, Katia!
Grande abraço, querida!

Aмbзr Ѽ disse...

me questiono onde perdi meus sonhos tambem.

http://terza-rima.blogspot.com/

Katia Cristina disse...

Zélia, querida suas palavras me deixam lisonjeada!

Katia Cristina disse...

Ambar
Perdemos nossos sonhos pelo caminho, algumas vezes os encontramos, outras não.