segunda-feira, 19 de maio de 2014

A violência urbana






   Seria fácil falar sobre a violência urbana, uma vez que a maioria de nós já foi vítima dessa violência, entretanto, determinar os seus fatores é algo muito complexo, pois envolve questões políticas, sociais e até mesmo culturais. Um problema recorrente em nossa sociedade é o deslocamento de pessoas de cidades interioranas para as grandes metrópoles que não possui um efetivo policial suficiente e bem preparado para absorver esse crescimento populacional.
     A falta de oportunidades nas cidades do interior acaba deslocando pessoas, muitas vezes famílias inteiras, para as grandes capitais que não possuem estrutura adequada para absorver esse excesso populacional. O “inchamento” das metrópoles e sua falta de infraestrutura acaba gerando desemprego, o que propicia o aumento da violência.
     O contingente policial para atender essa nova população também está longe de ser adequado. Como o número de policiais não é suficiente e o preparo do efetivo atual não é satisfatório, cria-se uma sensação de insegurança e um aumento significativo da violência.
     Fixar o homem no campo com políticas habitacionais e aumento da geração de emprego diminuiria o deslocamento populacional.

     Tão importante quanto, aumentar o efetivo policial nas grandes metrópoles diminuiria a sensação de insegurança, porém esse efetivo deverá ser de qualificado, onde o treinamento e o bom preparo policial venham acrescentar qualidade e não quantidade, aumentando a sensação de segurança e diminuindo os números da violência.