quarta-feira, 2 de março de 2011

Insensatez




Para que me tocar,
Se não podemos mais conversar.
Se o seu olhar se perdeu do meu,
Se o carinho que me tinhas
Transformou-se em breu.
Se o seu coração não bate mais pelo meu.
Se o meu coração insiste em procurar o seu.
O meu corpo, em total insensatez, procura o seu
Que não mais reage a meu toque.
Eu continuo aqui, te olhando
Te amando, esperando.
Eu você não me sente, ignora.
Sorri com descaso, desconfiado.

A noite abranda minha alma,
Vou estar em seus pensamentos?
Em meus sonhos vejo meu herói,
Meu desejo, meu espelho.
O amanhecer trás a rotina,
O descaso, a turbulência.
Mas eu continuo aqui,
Esperando.
Até quando?

3 comentários:

Chica disse...

É difícil "desligar"de um amor...Lindos versos! um beijo,tudo de bom,chica

Katia Cristina disse...

Chica
Esperar é pior...

Ligéia Alone disse...

Não faz muito tempo, cometi uma insensatez. Paguei por ela das formas mais descabidas possíveis. Estou de um jeito que hoje não sei onde procurar meu sorriso mais alegre, minha melhor espontaneidade, toda minha leveza.

beijos!