terça-feira, 3 de novembro de 2009

Se alguém souber o que está acontecendo, me explica.



Nesse final de semana estava conversando com um amigo e ele me dizia que já tinha terminado o namora há mais de um mês.
Nada de mais se o celular dele não tivesse tocado pelo menos 10 vezes enquanto conversava comigo e se não fosse a ex.
Depois que ela ligou mais umas 15 vezes, ele resolveu atender para pedir que ela parasse de ligar.
Foi então que a coisa realmente ficou desagradável, pois ele gritava, falava palavrões, desligava o celular, ficava realmente alterado.
Esse rapaz me contou que desde que conheceu essa garota a sua vida virou um verdadeiro inferno e que ela não aceita o final da relação e que ele já está chegando ao ponto de registrar uma queixa na polícia.
O que leva uma pessoa a perseguir a outra dessa maneira?
Talvez ela ache que se deu mais na relação do que ele, mas há muito tempo descobri que a gente não deve se esforçar mais do que o necessário numa relação.
Eu conheço outro casal em que o marido não é capaz de fazer sequer um elogio para a esposa, pelo contrário, faz questão de tentar arrasá-la o tempo inteiro. O grande problema é que ela já se acostumou com seus insultos e não dá a mínima para isso.
Ele não é capaz de se sentir feliz com nenhuma conquista dela, mas fica radiante quando fracassa.
Ela me contou certa vez que caiu na asneira de falar para ele que seu blog tinha 20 seguidores. Ele ouviu aquilo e não fez nenhum comentário, guardou em silêncio e depois de um mês veio dizer que ela só estava satisfeita quando era o centro das atenções, mas que na verdade era uma fracassada, que a vida não mudava isso, nem com os 20 seguidores que tinha em seu blog.
Desnecessário dizer qualquer coisa sobre isso.
Hoje eu realmente me arrependo de não ter trocado meu curso para psicologia, pois gostaria realmente de entender o que está acontecendo com as relações.
Não conheço ninguém que diga com sinceridade que está feliz com seu relacionamento, mas venho notado o aumento de sociopatas em nossa sociedade.
Gostaria de entender o que leva uma pessoa a perseguir a outra no trabalho, em casa, nos bares onde freqüenta.
Queria saber o que leva uma pessoa ouvir um comentário comum, como esse do blog da minha amiga, e pensar que isso era apenas uma maneira dela se achar superior a ele.
No segundo casal o caso é ainda mais grave, pois a namorada desse meu amigo não esconde de ninguém aquilo que realmente é. Já o marido de minha amiga, se mostra fiel, prestativo, inteligente, mas basta conviver um pouco mais com eles que se percebe que é tudo mentira, que ele é incapaz de sequer entender o que significa a palavra casamento ou família.
Não sei se está relacionado à posse ou se realmente é fruto de uma doença mental, ou se faz parte de algum problema não resolvido em seu desenvolvimento emocional, mas a verdade que esses casos vêm se multiplicando de maneira assustadora.
Uma pessoa simplesmente cisma com você, te envolve em uma rede de mentiras e quando se sente totalmente seguro, põe as garras em você. Depois fica quase impossível se livrar.
O conceito geral de família, escola, respeito, se perdeu completamente ao longo dos anos e criou pessoas doentes, em um mundo doente.
Eu percebo a infelicidade nos olhos da maioria das pessoas.
Quando se é adolescente, não se consegue realmente ser feliz, mas passado esse período, as coisas tendem a se acomodar e as pessoas encontram a felicidade junto à família e amigos.
Onde as pessoas se tornaram tão doentes ao ponto de guardarem um simples comentário, imaginar que isso tornaria o outro feliz e tentar tornar em algo desagradável?
O que pensam pessoas que ouvem do outro que não existe mais relação e continuam ligando, importunando?
Se alguém souber como se processa a mente dessas pessoas, me explique.

2 comentários:

Historias da Lele disse...

Adorei ler seu blog. E seu modo de ver e dizer as coisas que vc pensa.
Li bastante coisa,e pretendo ler muito mais. Um abraço e parabens pelo blog

Katia Cristina disse...

Abrigada pelo seu comentário. Seja sempre bem vinda!