segunda-feira, 14 de setembro de 2009

Manifestação de professores acaba em pancadaria



Ano que vem teremos eleições e essa imagem ficará gravada em minha mente quando for votar!
Essa e muitas outras que não poderão passar em branco, como por exemplo, a piada que está sendo a legalização do transporte alternativo, a falta de atendimento nos hospitais públicos, a vergonha que é o salário dos médicos, policiais e bombeiros...
Todos estão discutindo com quem deve ficar os royalties do petróleo do pré-sal e eu me pergunto em que mãos vão ficar na realidade.
Quando a loteria esportiva foi criada disseram que o dinheiro arrecadado seria usado na saúde, mas a loteria foi criada, o dinheiro arrecadado e a saúde continua sem ver um centavo da coisa.
Criaram a CPMF com a mesma desculpa e nada!
Quando quiseram acabar com a CPMF, o governo alegou que o dinheiro que seria usado na saúde estava sendo usado para cobrir o rombo da previdência.
Rombo da previdência? Sim, pois tem mais gente recebendo do que pagando.
Será? Ou será que tem mais gente desviando do que pagando?
Se o salário que se paga nesse país já é uma vergonha, imaginem a aposentadoria!
Nem funcionário público está satisfeito nesse país!
Todos trabalham demais e estão endividados. Todos menos os políticos, estes estão endividados com o povo que acreditou neles.
O professor tem que ser respeitado, pois ser professor nesse país é sacerdócio!
Num país em que o funkeiro é mais respeitado do que o professor não poderá haver futuro, pois os funkeiros fizeram manifestações em frente a ALERJ e foram muito bem tratados e bem recebidos.
Funk, agora é cultura. Será que algum deles quer se tornar professor e ensinar isso em sala de aula?
Claro que não, pois passariam à condição de marginais e da próxima vez que fossem a ALERJ seriam recebidos com bombas de efeito moral.
Quero parabenizar aos nossos governantes, pois sinto orgulho de morar em um estado que recebe professores com bombas de efeito moral e funkeiros com festa!

video

Nenhum comentário: