terça-feira, 21 de setembro de 2010

Se quer saber o que é o amor... - Oswaldo Montenegro





“O amor indo embora
Deixou o nervo a flor da pele,
E como toda flor, a flor da pele é delicada.
É preciso andar devagar,
Nosso amor é menino dormindo
Fogo e suave.
Eu vou puxar para sempre um lençol de estrelas,
Ele vai te cobrir do frio.
E quando você me ver cuidando de alguém,
É pra que esse alguém não te machuque.
Vamos pro mundo,
Que o mundo é a nossa casa.
Solta a tua gargalhada e vamos juntos,
Olhando de lá de cima para sempre,
Os sinais do Cruzeiro do Sul.”

(Oswaldo Montenegro)



Se quiserem ouvir uma história de amor bonita ouçam os depoimentos de Oswaldo para Madalena e de Madalena para Oswaldo.
Para quem diz que o amor não existe é porque não conhece a relação dos dois.
É um amor que resiste ao tempo, um amor que já passou por muitas fases e que mesmo que não sejam mais um casal, continua existindo.
É um amor maior, que traz consigo muito respeito e dignidade.
É tão bonito de se ver que chega a dar uma certa inveja de ter passado pela vida e não ter conhecido esse tipo de sentimento.
É mais que amor de pai, de mãe, de marido e de filho. Ou talvez seja tudo isso junto.
Eu tenho um respeito enorme pela carreira de Oswaldo Montenegro, pois apesar de tudo, ele não se vendeu. Acompanho seu blog.
Gosto de ler o que escreve e fico maravilhada em vê-lo falar sobre Madalena Sales.
Se você, caro leitor, tiver dúvidas sobre a existência do amor, veja o vídeo abaixo.

video


(foto e texto originais em: http://annyarantes.arteblog.com.br/336005/DE-OSWALDO-PARA-MADALENA/ )

quinta-feira, 16 de setembro de 2010

Anel do humor




Há 16 anos tinha perdido o meu anel do humor!
Eu ficava me deliciando com as suas mudanças de cores durante o dia.
Nunca entendi muito bem como isso funcionava, mas, tirando o azul que eu nunca vi, já tinha visto as cores corresponderem com meu humor.
Era mesmo incrível pensar que a temperatura do meu corpo pudesse fazer a pedra mudar de cor e revelar como eu estava me sentindo.
Dois meses atrás eu o encontrei, mas ele não mudava mais de cor, ficava sempre entre o preto e a "cor de burro quando foge", mas nunca mudava de cor.
Achei que tinha se estragado no tempo em que ficou perdido, mas continuava usando mesmo assim.
O tempo foi passando e me enjoei de ficar olhando aquela pedra preta no meu indicador da mão direita e o retirei, joguei num canto, pois achava que não funcionava mais.
Dias depois meu filho achou e foi colocando no dedo e me perguntando se não era o anel que "estava quebrado". Fiz uma afirmativa com a cabeça enquanto prendia a franja da Sophie e não dei muita atenção até o anel sair de preto para amarelo e de amarelo para um verde, quase azul.
Meu filho imediatamente riu da minha cara e disse que o anel tinha voltado a funcionar.
Eu definitivamente não queria mais nada com aquele anel!
Quando ele cansou de "tirar onda com a minha cara", jogou o maldito anel na mesinha da sala.
Peguei o anel, dei um suspiro, e coloquei no indicador da mão direita.
Nada! A maldita pedra só ficava preta.
Não dava para entender!
Fiz uma pesquisa pela internet e encontrei algumas teorias de como o anel funciona, algumas explicações vaga, alguns anéis do humor - lindíssimos - para vender, mas nada que me deixasse satisfeita.
Esqueci o anel no dedo e fui para casa da minha mãe com ele.
Chegando lá ela chegou a me perguntar 3 vezes se ele era mesmo o meu anel do humor, pois nem ela acreditava naquela pedra preta enorme no meu dedo era ele.
Tentei mudar de dedo, pois na internet dizia que ele capta melhor no dedo anular, nada.
Ele ainda me pareceu mais preto ainda!
Apertei mais no dedo e,... nada!
Minha mãe pediu para dar uma olhada nele, pois ele parecia diferente, talvez não fosse o mesmo anel...
Mal minha mãe colocou no dedo o maldito do anel foi ficando amarelo e depois verde!
Impossível!
Peguei o anel e... preto!
Depois desses anos todos sem funcionar, não foi o anel quem pifou, fui eu!
Eu não tenho mais mudanças de humor!
Vivo apenas com esse "humor de vampiro" que só me dá o direito de ter uma pedra preta no dedo.
Encostei o anel por mais uns tempos e hoje ele está de novo em meu dedo e já me conformei que é um anel de pedra preta.
Eu gostava mais de mim quando ele mudava de cor.
Gostava mais de mim quando imaginava que sonhos se tornavam realidade.
Hoje minha realidade é um pesadelo e eu quero que justamente o anel retrate o contrário!

Auto retrato





Eu sou uma palavra vazia,
Um buraco negro que insiste em sobreviver.

Sou algo inexplicável, inexplorável,
Ou talvez seja apenas igual.
Uma pequena gota solta num oceano.

Uma gota que insiste em se manter etérea.
Mártir de uma guerra sem ideais
Alguém tentando sobreviver na multidão.

Perfeita combinação entre o óleo e a água;
Amando os extremos e odiando arestas soltas;
Livre, sem soltar amarras;
Apenas esperando a calda do cometa,
Vago pelo universo
Rasgando ordens e leis
Aguardando sangue correrem em minhas veias.

Vasto mundo de antíteses
Aguardando quem lhe ponha ordem.
Ziguezagueando na minha mente
Inesperadamente transformando-se em
Amor.



Eu sou uma palavra vazia
Sou algo inexplicável
Uma pequena gota solta no oceano
Palavra que segue em vão
Vazia, perdia e inimaginável.

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Luz dos meus dias






Ficastes alheios ao mundo,
Esperei.
Falavas comigo sem som de palavras,
Sofri.
Estivestes comigo apenas em presença,
Sorri.
Em gestos e sonhos esperei,
Em fartas memórias me apeguei,
E agora não estais mais aqui.

Penso nos momentos que nunca vivi,
Nas palavras que nunca falei
E na esperança que jamais divulguei
De um dia retornar ao ninho.

Minhas esperanças e sonhos se foram,
Mas, após tudo que passastes,
Agora, e só agora podes me ouvir!

Falarei contigo enquanto viver,
A ti contarei tudo que não pude dizer.
Tu agora poderás entender todos meus anseios
E nunca mais me sentirei só outra vez.

quinta-feira, 9 de setembro de 2010

Adorei a idéia e vou passar para frente!



Essa campanha muito legal estava nesse blogger:



E, como a autora mesmo disse: Sintam-se à vontade para aderir!

Parafraseando um Blogger que sigo: “A galinha do vizinho não é biodegradável”.




Eu tenho um casal de Yorkshire. Para quem não sabe, essa raça é muito peludinha, muito bonitinha, mas foi criada para caçar ratos em castelos na Escócia – se não me engano e me corrijam se estiver errada.
O fato é que uma raça de cães que caçam animais pequenos.
Meu vizinho resolveu criar galinhas ao lado de minha casa e, como está sempre ausente, as enfadonhas criaturas vivem comendo as plantas de meu jardim.
Eu tenho, como disse, um casal de cachorrinhos, criados dentro de casa como verdadeiros membros da família.
Para que eles não saiam, tenho pequenos pedaços de treliças que eles não pulam por respeito às ordens, pois poderiam perfeitamente pulá-las e ficarem no quintal.
Hoje, uma galinha faminta começou a desafiar meu cãozinho, chegando cada hora mais perto da minha porta da cozinha.
O Juca olhava para mim e dava uns ganidos do tipo: “- Deixa eu pegar! Deixa!”
E eu tentava conformá-lo dizendo que era assim mesmo que não dava para fazer nada.
Quando finalmente a “bicha” chegou perto da porta só vi um cachorrinho saindo desembestado em cima da magricela!
Por mais que eu gritasse a única resposta que tinha era pena voando para tudo que era lado.
Gritei para meu filho, mas, dada a distância em que se encontravam, pouco deu para fazer: Uma acabou morta e outra com um buraco na pele que dava para ver de longe!
Como “bicheira” é coisa que se dá aos montes na região, amanhã esta outra penosa estará condenada.
As galinhas que se danem!
Minha única e exclusiva preocupação era meu cachorrinho, pois se ele se machucasse eu matava um aqui dentro!
Mas, dada a fatalidade, amanhã terei que providenciar o devido enterro à penosa morta, pois ter urubus voando por sobre o seu terreno não é lá coisa muito agradável.
Essa é a quarta galinha que enterro esse mês.
Ontem o galo do vizinho da frente resolveu entrar pelo meu portão que estava aberto e invadir o galinheiro do outro. Não deu outra: O galo do outro galinheiro partiu para cima dele com extrema violência matando-o em minutos!
Depois que o “bicho” estava morto os perus resolveram destroçá-lo!
Depois dizem que a natureza é linda!
Linda em que?
Está certo que tinha raiva do “bicho”, pois ele dava sempre um jeito de se espremer e entrar na minha casa e cantar às 04h00min da manhã, mas vê-lo destroçado foi, sem dúvida um cena dantesta.    
Lembrou-me até da história do traficante que foi amarrado na traseira de um carro e arrastado na estrada para servir de exemplos aos outros!
Eu sei que, no final do dia de hoje ainda sobraram 3 galinhas em meu quintal e um medo enorme de algum dia voltar a abrir a porta da cozinha.
E, como o galo da vizinha não é biodegradável, ainda terei algumas covas para providenciar.

segunda-feira, 6 de setembro de 2010

Por favor, não me abençoe




Apesar de todos os meus pedidos para que não recebesse mais recados de cunho religioso no Orkut, as pessoas parecem ter ignorado ou até mesmo não prestado muita atenção e continuam a enviar massiçamente bênçãos e orações!
Acho isso uma total falta de respeito, pois eu não mando mensagens ateístas para ninguém.
De primeiro, era só dispensar o evangélico que batia em sua porta, com toda educação do mundo, pois ser ateu não significa ser mal educado. Hoje, com todo esse mundo virtual, “eles” nos invadem na cara dura mesmo.
Você tem a sua religião. Ótimo para você.
Sempre ouvi dizer que quando uma pessoa fala o tempo todo de sua religião é porque ela mesma não tem muita convicção dela.
As pessoas estão mudando seus nomes para “grande abençoado”, “escolhido por deus”, “filho do altíssimo”...
Acho isso a coisa mais ridícula desse mundo, pois eu sou atéia e não preciso ficar afirmando isso o tempo todo para ser convicta.
Não quero ser abençoada!
Ao invés de me enviar bênçãos, mandem a minha parte em dinheiro ou em chocolates, pois tem mais serventia para mim.
Aos que não gostaram desse meu desabafo, aviso que todos os dias também recebo milhares de bênçãos que também não gosto e simplesmente deleto ou ignoro.
Nem adianta virem com comentários tentando me provar a maravilha de ser cristão, pois me negarei a publicar seu comentário.
Também de nada vai adiantar me xingar ou  falar mal de mim, pois sou tão auto suficiente que a sua idéia sobre mim não vai me fazer cometer suicídio.




video

sábado, 4 de setembro de 2010

Lobo da Estepe


Para quem não sabe, o Lobo é formado em Desenho industrial, mas gosta mesmo de fazer ilustrações:

























Os Tempos mudaram







Eu estava lendo um texto de uma amiga professora em seu blogger e discordei totalmente de sua atitude.

Para quem quiser ler o texto na íntegra:


Concordo plenamente que o professor deveria ser soberano em sala de aula, mas tenho visto muitos casos de professores que tomaram as mesmas atitude que ela tomou e depois os pais "se juntaram" e mandaram o professor para o hospital!!!
O Rio de Janeiro está mesmo um perigo!
A gente não sabe mais quem é o nosso inimigo.
É um mundo sem governo, sem educação e sem controle.
Falo da situação do meu estado e do meu país porque é o que conheço melhor, porém, procurando vídeos no You Tube para postar, me deparei com situação parecida em países como Portugal e Espanha.
E não são apenas os professores que correm risco, todos dentro de uma escola ou que com ela estejam envolvidos.







video



No RJ o prefeito criou o "Ônibus da Liberdade". Ônibus que levam crianças e pais aos colégios de graça.
Os pais devem estar munidos de carteirinha que é providenciada pela escola, porém, alguns insistem em trafegar sem a mesma. 
Certa vez, a monitora de um ônibus impediu uma mãe de trafegar no ônibus sem a carteira e, ao retornar, a mesma a esperava com a carteirinha e o marido que retirou a monitora de dentro do ônibus e a espancou.
Sem contar o professor que dá aulas em área de risco onde os tiroteios são freqüentes.
Eu mesma fui chamada para dar aulas em um colégio que, quando fui conhecer, estava fechado por conta de um tiroteio.
Lógico que nunca mais voltei!

Não estou passando fome para me sujeitar a tal coisa.
O salário é baixo.
Matérias como física, química, biologia e, até mesmo matemática, estão ficando sem professores, pois outras atividades pagam mais.
Os alunos estão tendo aulas com estagiários ou professores de outras áreas.
A rede pública é a mais prejudicada, mas a rede particular já está "apelando" também.
Trabalhar em banco, atendente de loja ou mesmo caixa em mercado é mais digno do que ser professor.
Conversando com um amigo, também professor, ouvi a curiosa história “das suas velhinhas” que certo dia serviam chá para o “chefe da boca”.
O professor trabalha e mora em área de risco.
Ele me contava, ironicamente, que só não o convidou para entrar porque não admitia armas dentro de sua casa e a que o sujeito portava era quase do tamanho da porta!



video



Algumas vezes vejo “apresentações” nos colégios onde as criancinhas dançam o “Créu”!
Está certo que o professor não pode se afastar muito da realidade dos alunos, mas isso é ridículo!
O professor tem que somar, ensinar.
Lembro de músicas antigas sendo ensinadas pelos meus professores.
Músicas como “Ronda”, “João e Maria”, “Felicidade”, entre outras.
Hoje, não é o professor quem decide e sim o aluno e quem não concordar, apanha!
Bastam ver esse último vídeo!





video













quinta-feira, 2 de setembro de 2010

Que país é esse?





É realmente uma boa estratégia colocar o horário eleitoral na hora do almoço e da janta, pois dá na gente aquele ânimo, nem que seja por um segundo, pois onde cada um dos partidos governou conseguiu mudar a vida de tanta gente que dá até vontade de chorar.
Sem contar que o nome, ou apelidos, de alguns candidatos são um verdadeiro escárnio!
Hoje vi uma vestida de “Branca de Neve” e comendo uma maçã!
O país dos “palhaços” a gente conhece bem, mas esse país onde tudo funciona, bem, esse eu estou esperando para conhecer.
Parece um absurdo falar que se inaugura uma UPA  (a rede de saúde que ainda te dá um abraço) numa sexta-feira e, na segunda não tem mais nenhum médico, mas, “meninos, eu vi”.
Eles falam dos hospitais como se tivéssemos o “Rocha Faria D’Or” o “Souza Aguiar D’Or”...
E os restaurantes populares? Nossa! Como falar mal dos “Rosinhas Grill”?
Se a rede pública de saúde é tão boa quanto “eles” dizem, por que quando algum “deles” fica doente vai para uma clínica particular?
Para não tirar a vaga de quem realmente necessita?
Com certeza essa será a resposta de algum demagogo se for indagado.
Cada vez que eu vejo uma entrevista com um candidato à presidência me divirto mais.
Um não sabe nem as funções do presidente, pois senão não diria que “Ele” era o Banco Central, o outro baseia a sua campanha em vasculhar as contas bancárias do outro e o terceiro diz que lava as mãos nessa sujeira toda.
O certo é que no dia da eleição eu vou ter que enfrentar uma fila do cão para votar nulo, pois essa é, sem dúvida a melhor opção.
Eu gostava mais da cédula de papel, pois além de votar nulo, a gente ainda podia escrever “umas gracinhas”.
Agora a coisa se tornou tão impessoal que eu até votaria, se acreditasse que a coisa é realmente séria. Porém, como sabemos que não é, prepare a pipoca que o canal de humor negro está aberto para todos e divirtam-se. 

quarta-feira, 1 de setembro de 2010

Isso pode?



O estado do Rio de Janeiro aderiu à ecológica tentativa de salvar o planeta restringindo nos supermercados o uso de sacolas  plásticas . Numa das principais redes de lojas , a cada cinco produtos adquiridos você ganha  R$ 0.03 (TRÊS CENTAVOS)  se abrir mão da bolsa.
Tá certo :  Eu já suspeitava que  era um miserável . Mas o governo tentar me seduzir com TRÊS CENTAVOS é passar  atestado .  Bom , pelas minhas contas , se eu comprar 334 produtos , tenho de desconto  R$ 2.00 , ou seja , 1 quilo de arroz.  Aí é só entrar com uma picape dentro do supermercado,  parar ela com a caçamba virada  para o caixa e despejar os 335 itens lá dentro (334 e mais o quilo de arroz).
Sexta-Feira  fui ao mercado comprar umas coisinhas para fazer um macarrão de forno. Estava de mochila e comprei dez  itens . Na hora de pagar disse a menina do caixa:
_ São dezenove Reais e sessenta e cinco centavos
Eu então  retruquei :
_ Não querida , são R$ 19.59. Se você não reparou eu guardei as compras na mochila, se são dez itens eu tenho seis centavos de desconto. EU QUERO MEUS SEIS CENTAVOS!!!
Aí  você pergunta: Mas você fez isso por pura pieguice e pão-durismo? Não!








Acontece que , enquanto nos impõem o uso de mochilas , bolsas e etc.. , nossos ilustres candidatos a deputado, senador, presidente espalham pela cidade milhares de  galhardetes  dos mais diversos tamanhos como se pode ver na foto.  Galhardetes  feitos de um plástico muito mais grosso que o das sacolas (E portanto mais não biodegradável) e uma armação de madeira (desflorestamento) .
As bolsas afinal , servem para que transportemos nossos víveres com o mínimo de conforto. Uma outra rede de supermercados estampa em cada bolsa a foto de uma criança desaparecida.
E os  galhardetes servem para que? Além de  enfeiar a cidade estampam a figura do nobre candidato, que é sempre um amigo do pleito , sorridente com seu número embaixo.
A saúde pública inexiste, a escola publica é uma droga e eu pago a segunda maior carga tributária do mundo. Então vejo o galhardete e pergunto: Esses caras tão rindo de que?
Só se for da minha cara!



Grande Farsa



A cada dia eu me convenço mais que deus é uma grande farsa criada primeiramente por pessoas que queriam justificar fatos que não conseguiam compreender, mas que acabou sendo desculpa para grandes atrocidades e também enorme fonte de lucro.
Como pode uma pessoa que se diz temente a deus deixar seus animais soltos, se alimentação e ainda incomodando os vizinhos?
Pois é o que ocorre na frente da minha casa. Meu vizinho é freqüentador assíduo da igreja e deixa seu galinheiro aberto, com os animais soltos pelas ruas, sem alimentação ou água. Isso, para o seu pastor não é nenhum tipo de pecado, afinal, ele paga o dízimo no dia certo!
Todas as pessoas ligadas a algum tipo de religião foram pessoas terríveis no passado, são ingênuas ou querem se dar bem de alguma forma.
As pessoas se iludem com qualquer coisa que brilhe ou que lhe prometa algum benefício, nem que seja depois da morte.
Apenas os escolhidos terão o paraíso ao lado de deus. Isso não é exclusão? Não seria isso uma forma de pecar segundo a religião de vocês?
Quer dizer: O sujeito passa a vida numa m... daquelas, sofre tudo que é privação, mas tem a certeza de que quando morrer vai estar sentado ao lado do seu deus!!!
Desculpe-me, mas mesmo na eternidade, quero fazer algo mais agitado!
Lógico que para "orquestrar" toda essa farsa tem que ter um esperto que cobre por isso. Eles ameaçam, coagem, falam de demônios que fazem coisas horríveis com as pessoas, justificam acontecimentos ruins como a falta de religião ou pelo seu desvio dela, mas o que importa mesmo é o pagamento no final do mês.
Os telejornais estão cheios de fatos que são "ausência de deus". E cada dia mais.
E sabem como "eles" justificam?
O dia do juízo final, onde apenas "os escolhidos" se salvarão.


video


Mas ser salvo para que, exatamente? Para recomeçar em um mundo devastado?
Para voltar aos tempos das cavernas?
Ou esta "salvação" seria "sentar ao lado de deus pai", pois se é isso, vamos morrer todos de qualquer maneira, a diferença é que alguns vão se divertir mais dos que outros antes e, talvez, depois.
Eu já estou partindo para o radicalismo: não compro nada em lojas que tenham agradecimentos a divindades, não me relaciono mais com pessoas que frequentam igrejas e sábado deixei de comer numa pastelaria que fazia mais de 46 tipos de recheios só porque estava tocando Regis Danese.
Eu acho que já estou sofrendo de síndrome de privação do sono por conta do galo do meu vizinho evangélico que entra em minha casa e canta debaixo da minha janela às 4 da manhã.
Mas ele pode fazer isso porque Jesus perdoa!
Achar um religioso honesto é o mesmo que tentar achar um político honesto. O sujeito pode até começar com boas intenções, mas depois vira tudo sacanagem e roubalheira mesmo.
Digo mais: Não vejo diferença entre um traficante e um pastor, pois a droga que os dois vendem são prejudiciais à saúde, custam caro e causam dependência!
A bíblia é uma arma tão letal quanto uma 762, pois o sujeito até pensa que está vivo, mas nada mais é do que um zumbi!
Abaixo a sacanagem em nome da religião!
Basta de opressão!
Se você tem uma religião e acredita nela, foda-se, não tente me convencer e nem justificar seus atos através dela.